terça-feira, 28 de junho de 2011

Férias e... fotos!!

Este foi um texto bem bacana publicado no blog da stylist Michele Neyret em Janeiro de 2010... mas as dicas seguem valendo!!

Fim de Ano, época de festas e logo vem janeiro, época de férias!!!

E todo este tempo ocioso, estes eventos sociais, e passeios sem fim, vem acompanhados de nada mais nada menos que uma enxurrada de fotos! É inegável que agora, que "não temos mais" o custo dos filmes, e seu demorado processo químico de revelação o clique ficou irresistívelmente fácil. É a foto instantânea. Desenvolvemos então a chamada "síndrome do dedo nervoso", apontando as lentes para todas as pessoas e direções.


E o resultado, são milhares de imagens. Mas desta vez não irei entrar na questão da quantidade, mas sim de como fazer para gerenciá-la de uma maneira melhor....São pequenas dicas para que suas férias não acabem esquecidas dentro do seu cartão de memória.

1. Descarregue as imagens o mais rápido possível.
Pode parecer estranho, mas é incrível observar como as coisas tendem a se acumular. E se você deixar esta tarefa para depois, acabará só se preocupando novamente com isso quando quiser usar novamente o cartão e ele estiver cheio...


2. Faça backups.
Aproveite para, depois de baixar as imagens no computador, já gravá-las em um cd (ou dvd). Ah, seria muito prático identificá-lo com a data e o nome do evento, para que você não precise ver todos os cds para achar "aquela" foto. Porque gravar as imagens num cd? Imagine se seu computador passa mal e apaga fotos dos últimos 5 anos da sua vida....afinal sabemos como computadores podem ser sentimentais, e algumas vezes vingativos.

3. A Trigem (ou seleção).
Etapa mais demorada, dificil e para uma grande maioria mais chata. Veja as iamgens: será que aquela imagens da rua desfocada realmente vale a pena ser guardada? Tire algumas horinhas, e tenha foco: minha estratégia é tirar primeiro as fotos ruins (com problemas técnicos graves), depois, as que honestamente, tirei por empolgação. Você irá se surpreender em como esta enxugada poderá ser útil. Primeiro: você ocupa seu computador apenas com imagens significativas. Segundo: será mais agradável até para você quando for vê-las ou mostrá-las novamente.

4. Identifique pastas e arquivos das fotos.
A idéia aqui é como a da identificação do seu cd: servirá para vc não ficar perdido entre pastas e imagens. Não acho que exista alguém que goste de ficar abrindo pastas e mais pastas para achar aquela foto. Mais uma vez: é interessante colocar o local (ou situação/evento) e a data. Assim, o computador também terá facilidade em encontrar o arquivo em uma busca pelo nome, por exemplo.

5.Dê um destino digno para elas (as fotos).
Se as fotos realmente ficaram legais e retratam momentos especiais faça algo a mais com elas. Hoje em dia é possível dar vários destinos diferentes: você pode criar albúns, ou fotolivros, calendários, mouse pads, painéis e até mesmo o porta-retratos digital além de, claro, albúns virtuais (você coloca suas fotos na internet e determina quem poderá vê-las). Seja criativo! Afinal de que servem estas recordações se elas ficarem guardadas no micro, para serem vistas apenas de vez em quando?